Postagem em destaque

24º TORNEIO TENCEP -2017

REGULAMENTO  OFICIAL do 24º   TORNEIO  TENCEP - 2017   01)    DO TORNEIO         Esse torneio interno ...

domingo, 11 de janeiro de 2015

NOTÍCIAS DO TÊNIS



Brisbane (Austrália)
Roger Federer  colocou seu nome na história do tênis , mais uma vez. neste domingo,  batendo  o canadense Milos Raonic na decisão do ATP 250 de Brisbane, faturando  mais um título e chegando  a incrível marca de 1.000 vitórias, se tornando apenas o terceiro jogador desde a Era Aberta a chegar em um número tão expressivo.
“É um momento especial, sem sombra de dúvida. Já joguei muitas vezes durante todos esses meus anos no tênis e chegar às 1.000 significa muito para mim”, comentou o atual número 2 do mundo, que levantou sua 83ª taça da carreira. À frente dele, com mais vitórias, aparecem apenas o tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl, com 1.071 vitórias, e o norte-americano Jimmy Connors, com 1.253 triunfos.
“Nunca vou esquecer esta partida”, pelo  fato de que o jogo com Raonic ter sido bastante disputado, definido apenas no terceiro set. Federer  derrotou Raonic pela oitava vez em nove duelos. Seu único resultado negativo contra o canadense aconteceu no ano passado, pelas quartas de final do Masters 1000 de Paris.
Federer ainda brincou  1000 significa muito, pois é um número enorme. Depois dele, o próximo é o espanhol Rafael Nadal, com 706 triunfos.
Roger Federer marcou a vitória número 1.000, e mesmo assim  não dá para se queixar dessa ‘overdose’ de talento e competência.
Destaques no rol de suas 1.000 vitórias. Vale destacar que 638 delas vieram nos três mais importantes torneios do calendário: Grand Slam, Masters 1000 e ATP Finals. Ou seja, não é apenas uma questão de quantidade, mas sim de qualidade.
Confira alguns destaques dessa incrível coleção:
- 279 foram em Grand Slam
- 311 de Masters 1000
- 38 na Copa Davis
- 48 no ATP Finals
- 183 foram sobre top 10
- 83 vieram em finais, 17 de Slam
- 73 na Austrália (1º), 61 em Paris (2º), 73 em Wimbledon (2º) e 72 no US Open (4º)
- 188 no set decisivo
- 23 no quinto set
- 9 saindo atrás por 2 sets a 0
- 621 na quadra dura
- 198 no saibro
- 131 na grama
- 50 no extinto carpete
- 886 após ganhar o 1º set
- 114 de virada


 2015/wawrinka/0111_chennai_trofeu_int.jpg 
Chennai (Índia) - Campeão pela terceira vez do APT 250 de Chennai, o suíço Stakn Wawarin  derrubou em sets diretos o esloveno Aljaz Bedene, que veio do qualificatório e chegou até a final, derrotando uma série de espanhóis cabeças de chave.
A atmosfera incrível é uma das razões que me faz vir aqui , comentou o número 4 do mundo, que conseguiu  superar Bedene na decisão. Esta foi sua oitava conquista no circuito, tendo como título mais expressivo o Australian Open do ano passado.
Wawrinka  vibrou com seu desempenho na final e salientou que o bom início de ano pode ajuda-lo  a embalar no restante de 2015.
Do outro lado, Bedene comemorou sua primeira final da carreira em nível de ATP.
Eu não quero parar por aqui comentou o esloveno, que levou uma premiação de US$ 38.650 e mais 150 pontos no ranking, algo que o fará subir por volta de 40 colocações na lista da ATP.


 
Sydney (Austrália) - Único brasileiro a tentar a sorte no ATP 250 de Sydney, o paulista João “Feijão” Souza está muito perto da chave principal. Neste domingo, ele obteve seu segundo triunfo no qualificatório, derrubando o francês Edouard Roger-Vasselin de virada, com placar final de 4/6, 6/4 e 6/3, depois de 2h06 de confronto.
Na última rodada  terá pela frente o vencedor do duelo entre o holandês Igor Sijsling, e o alemão Tobias Kamke.
A história do último set foi bem parecida com a do anterior. Novamente os sacadores prevaleceram até a reta final, quando Feijão conseguiu mais uma quebra. O paulista aproveitou o terceiro break-point que teve no oitavo game e em seguida confirmou o saque para selar a virada sobre o francês.

 2015/ferrer/0110_doha_toss_int.jpg
 Auckland (Nova Zelândia) - Depois de conquistar o ATP 250 de Doha, ao bater o tcheco Tomas Berdych na final deste sábado, o espanhol David Ferrer acabou desistindo de disputar o ATP 250 de Auckland. Ele encabeçava a chave do torneio neozelandês, que sofreu modificações e teve o também espanhol Tommy Robredo alçado para o lugar do compatriota.
( Fonte - Site oficial  " www. tenisbrasil.com.br "   11/01/2015 )

Nenhum comentário:

Postar um comentário